sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Clic (19/08/2016)


Olá, como estão?


Hoje, dia 19 de Agosto, assinala-se o Dia Mundial da Fotografia.

Origem da data
A celebração da data tem origem na invenção do daguerreótipo, um processo fotográfico desenvolvido por Louis Daguerre em 1837.
Mais tarde, em janeiro de 1839, a Academia Francesa de Ciências anunciou a invenção do daguerreótipo e a 19 de agosto do mesmo ano o governo francês considerou a invenção de Daguerre como um presente "grátis para o mundo".
Outro processo fotográfico - o calótipo, inventado também em 1839 por William Fox Talbot, fez com que o ano de 1839 fosse considerado o ano da invenção da fotografia.
Comemoração da data
No dia Mundial da Fotografia decorrem várias iniciativas para celebrar a data, como por exemplo, workshops, maratonas de fotografia, concursos e palestras. O Dia Mundial da Fotografia consiste na celebração da arte de fotografar. Desde o fotógrafo amador ao profissional, neste dia o objetivo é reviver o amor pela fotografia. Com a proliferação da fotografia digital e dos telemóveis com câmaras, praticamente qualquer pessoa pode aventurar-se na fotografia no mundo atual.
A fotografia serve para eternizar momentos, para guardar recordações, para contar histórias em imagens, sem palavras, para mostrar um modo pessoal de ver o mundo ou simplesmente para dar prazer ao fotógrafo.
Frases
- Fotografar é elevar um momento à eternidade.
- Fotografar é congelar um momento da vida.
- A fotografia é a arte das memórias e da celebração da vida humana.
- Certas coisas vivem para sempre, se forem fotografadas.
- Fotografar é ver o mundo por outra perspetiva.
- A fotografia mudou a forma de vermos o mundo.
- Com a fotografia os nossos olhares se cruzam.


E tenho aqui que pedir desculpa por esta minha muito longa ausência.
Foi do calor – derreteu-me as ideias…


E sou só eu, ou concordam comigo quando eu digo que é uma verdadeira e completa falta de respeito, as caixas que, nos híperes, de forma abusiva são colocadas nos corredores, dificultando assim a circulação dos clientes?
Será que assim; aquelas almas iluminadas não vêm que estão a afugentar clientes e potenciais clientes?


Os Jogos Olímpicos aí estão.
E claro, a conversa das medalhas.
Mas porque raio se insiste em medir o sucesso desportivo pelo n.º de medalhas alcançadas, ao invés dos resultados conquistados?
É que, bem vistas as coisas, estes JO nem nos têm estado a correr nada mal – pelo menos na minha perspectiva…
Então, além de um 3.º lugar e respectiva medalha de bronze (judo), já temos, pelo menos, um 4.º lugar (canoagem), dois 5.º (triatlo e canoagem), dois 6.º (atletismo – triplo salto)…
Mas sabem o que me dá mais raiva, quase urticária?
Quando os n/dirigentes têm o desplante de pedir medalhas aos atletas. Mas que diacho…? Se os n/estimados dirigentes são os primeiros a ignorar o desporto e a não investirem…
Se eu fosse aos atletas, mandava-os a todos levarem naquele sítio…


Por hoje, é tudo.
Até uma próxima oportunidade.



quarta-feira, 15 de junho de 2016

Presunção e água benta, cada um toma a que quer (15/06/2016)

Olá, como estão?


E pronto!
Ontem foi a estreia de Portugal no Europeu de futebol, em França, frente à Islândia.
E para quem esperava uma vitória folgada da equipa portuguesa, tiveram uma desilusão: empataram 1-1.
Só me apetece dizer: bem feito!
Tanta conversa, tanta conversa… Não é à toa que dizem “Quem muito fala, pouco acerta”.
Eu não vi o jogo todo, mas por acaso vi o golo da Islândia. E a minha alma ficou parva: como é que foi possível? Posso estar enganada, mas eu contei 6/7 jogadores portugueses para 4 jogadores islandeses.
Lembro-me que li que já chegava de nos considerarmos uns coitadinhos e devíamo-nos deixar de falsas modéstias.
Concordo.
Mas tal não deve ser confundido com vaidade.


Um destes dias que passou, estava a ver o programa de variedades “Britain’s Got Talent 2016” (SIC Mulher), quando uma audição, a do mágico Richard Jones, me pareceu estranhamente familiar. Depois de dar voltas à cabeça, lembrei-me da razão: uma das prestações do mentalista Oz Pearlman, no programa de variedades “America’s Got Talent 2015” (SIC Mulher). Mas vejam o que eu quero dizer e digam de vossa justiça:

BGT 2016 – mágico Richard Jones



AGT 2015- mentalista Oz Pearlman




E é já no Sábado!
A festa do 10.º aniversário da APAHE.
Juntem-se a nós!


E ao mexer nuns papéis velhos, descobri esta pérola na forma duma citação:

Esquece a nobre arte de fazer as coisas, existe também a nobre arte de deixar as coisas por fazer. A sabedoria da vida consiste na eliminação das coisas não-essenciais.
                                      
                                                                       Lin Yutang


Por hoje, é tudo.
Até uma próxima oportunidade.



.

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Coisas & Loisas (06/06/2016)

Olá, como estão?


Anteontem (acho que foi anteontem), quando ouvi o toque inconfundível duma harmónica de um amola-tesouras, pensei logo “Vai chover”.
Foi automático.
Pois foi sempre isto que ouvi: sempre que se ouve um amola-tesouras, quer dizer que vai chover.
Mas não faço a mínima ideia de quais são as bases científicas que sustentam tal afirmação. Ou mesmo se as há.
Agora, o mais engraçado é que são os próprios amola-tesouras a, muito pura e simplesmente, detestar a ideia feita de significarem que vai chover.
Lembro-me que um dia, já há anos, estava a trabalhar, quando passou um amola-tesouras. Um colega, que estava à porta, ao ouvir o toque, disse “Vai chover”. Só que o amola-tesouras ouviu e aquilo é que foi ralhar, dizer palavrões e rogar pragas…


Sabem na nova campanha da Santa Casa da Misericórdia, relativa à nova APP para os jogos?
E já viram aquele spot na paragem de autocarro, com a rapariga a dar ao rapaz o seu n.º de telefone, mas com o rapaz a entender aquilo como n.ºs para jogar no Euromilhões?
Sou só eu, ou aquele spot também faz alusão à Vodafone?
Senão, vejamos: ele menciona 4 números que significam 7 dos 9 dígitos de um n.º: 9-13-20-44. Eu posso estar a ver mal a coisa, mas esse não é um n.º da Vodafone?


E no dia 18 de Junho de 2016 (Sábado) vai ter lugar a festa dos 10 anos da APAHE ­– Associação Portuguesa de Ataxias Hereditárias (http://www.apahe.pt.vu).
Eu vou lá estar.
E vocês?
(Caso deseje também almoçar, pode reservar o seu almoço até 13/06/2016).



Já está a decorrer em Santarém, desde Sábado (04/06/2016), a Feira Nacional da Agricultura, que vai durar até ao próximo Domingo (12/06/2016) e que tem lugar nas instalações do CNEMA – Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, sitas na Quinta das Cegonhas.
Acreditam que eu já não vou à Feira desde que a mesma mudou para o CNEMA, nos primeiros anos da década de 90 do século XX?
Antes disso, ia todos os anos à Feira: lembro-me bem de lá ir à noite, com os meus pais e o meu irmão.
Aliás, entre os meus 5.º e 8.º anos de estudo (5.º e 6.º anos – Escola Preparatória Sá da Bandeira; 7.º e 8.º - Escola Secundária de Marvila), que tiveram lugar em Santarém, eu e os meus colegas eramos visitantes assíduos da Feira, pois o recinto da mesma ficava no caminho para a(s) escola(s). Sempre que tínhamos possibilidade, lá íamos nós pedir autocolantes aos expositores.


Por hoje é tudo.
Até uma próxima oportunidade.


quarta-feira, 1 de junho de 2016

Branco é, galinha o põe (01/06/2016)

Olá, como estão?


Um dia destes alguém me disse que estou cada vez mais branca – leia-se ter cada vez mais cabelos brancos.
Mas verdade seja dita, eu SÓ tenho cabelos brancos.
Apenas os tenho escondido… Ou seja, tenho-os pintado.
Mas há já uns meses que o deixei de fazer.
Agora estou numa de os assumir.
Afinal, são meus!
Para o bem e para o mal.
Claro que por agora o cabelo ainda tem vários tons de castanho (a minha cor base é o castanho-escuro) misturados com o branco – o mesmo só vai ficar uno à medida que vai crescendo e sendo cortado.
Uma pessoa disse-me que assim vou perder o meu ar de menina (sei que normalmente pareço mais nova) e que não vou aguentar até o cabelo ficar todo de uma só cor.
Bom, a única coisa que posso fazer é esperar para ver.
Porque por agora continuo numa de assumir os meus cabelos brancos.


Hoje, dia 01 de Junho de 2016, assinala-se o Dia Mundial da Criança.

No dia 20 de novembro de 1959, representantes de centenas de países aprovaram a Declaração dos Direitos da Criança. Ela foi adaptada da Declaração Universal dos Direitos Humanos, porém, voltada para as crianças.
De uma maneira geral os direitos das crianças são os seguintes:
1)    Todas as crianças têm o direito à vida e à liberdade.
2)    Todas as crianças devem ser protegidas da violência doméstica.
3)    Todas as crianças são iguais e têm os mesmos direitos, não importa sua cor, raça, sexo, religião, origem social ou nacionalidade.
4)    Todas as crianças devem ser protegidas pela família e pela sociedade.
5)    Todas as crianças têm direito a uma nacionalidade.
6)    Todas as crianças têm direito a alimentação e ao atendimento médico.
7)    As crianças portadoras de dificuldades especiais, físicas ou mentais, têm o direito a educação e cuidados especiais.
8)    Todas as crianças têm direito ao amor e à compreensão dos pais e da sociedade.
9)    Todas as crianças têm direito à educação.
10) Todas as crianças tem direito de não serem violentadas verbalmente ou serem agredidas por pais, avós, parentes, ou até a sociedade.

Vem-me à memória um poster que tinha com os Direitos da Criança.
Lembro-me dos tons do poster: vermelho e preto.
Mas já não tenho esse poster: lembro-me que o pediram emprestado ao meu pai. Ele emprestou-o de bom grado (conhecia bem a pessoa que o pediu) e pronto. Nunca mais o vi.


Agora, com o Campeonato Europeu de Futebol mesmo aí ao virar da esquina, a seleção está na ordem do dia.
E irrita-me sobremaneira quando dizem que na seleção joga o melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo.
Vamos lá por partes: oficialmente falando, o melhor jogador do mundo dá pelo nome de Lionel Messi. Não é Cristiano Ronaldo.
Então, vamos chamar as coisas pelos nomes.
A César o que é de César. O seu a seu dono.


Ainda em relação aos famigerados contratos de associação, no passado Sábado (28/05/2016), no programa “DDT - Donos Disto Tudo”, deu um sketch http://media.rtp.pt/donos.distotudo/videos/os-amarelinhos/ hilariante. E certeiro. O sarcasmo, a ironia… Imperdível!


Por hoje é tudo
Até uma próxima oportunidade.


quinta-feira, 26 de maio de 2016

O que foi, deixou de ser e já o é outra vez (26/05/2016)

Olá, como estão?


Hoje, dia 26 de Maio, celebra-se o Corpo de Deus.
A data celebra-se na segunda Quinta-feira a seguir ao Domingo de Pentecostes (60 dias após a Páscoa).
E após um interregno de 3 anos, volta a ser feriado.


Feriado Corpo de Deus
O Corpo de Deus foi feriado até 2012, altura em que o governo decidiu que este feriado religioso seria eliminado. A partir de 2013 o Corpo de Deus deixou de ser feriado, mas em 2016, voltou a considerar-se o Corpo de Deus como um feriado. Este feriado serve muitas vezes de pretexto para umas mini-férias, uma vez que ao ser celebrado a uma quinta-feira, permite que se goze de uma ponte na sexta-feira seguinte. Contando com o fim-de-semana, é possível gozar quatro dias seguidos de férias.
Significado do Corpo de Deus
Corpo de Deus vem do latim Corpus Christi. É uma "festa de guarda" com vários séculos, onde os católicos devem participar, indo à missa. O Corpo de Deus é uma celebração católica que tem como fim celebrar o mistério da Eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo.
Tradição de Corpo de Deus em Portugal
Em várias localidades do país realizam-se procissões e festas religiosas neste dia. As ruas são decoradas com flores e em algumas localidades são colocados tapetes florais no chão para a procissão passar.
Neste dia é também comum a Igreja celebrar as primeiras comunhões e comunhões solenes de crianças e jovens.

Só digo isto: ainda bem que os feriados eliminados ou suspensos (4, 2 civis e 2 religiosos; civis - Implantação da República, 5/10 e Independência, 01/12; religiosos – Corpo de Deus, feriado móvel e Todos os Santos, 01/11) foram repostos.
Nunca achei piada à ideia.
Sabem aquela história do tiro sair pela culatra?
Pois bem, foi o que eu acho que aconteceu aqui.
A razão apresentada para a suspensão/eliminação dos feriados foi o aumento de produtividade.
Mas vamos lá a ser sinceros: quem é que tem vontade de produzir quando tem que ir trabalhar num dia que costumava ser feriado?
Ninguém!
Mas também, vendo bem as coisas, a questão da produtividade não pode ser imputada só aos trabalhadores. Os patrões também entram na fotografia.
Felizmente que o quadro patronal está a mudar e que vão aparecendo cada vez mais aqueles que apostam no bem-estar e formação dos trabalhadores.


Por hoje é tudo.
Ate uma próxima oportunidade.


quarta-feira, 25 de maio de 2016

O querer e o poder (25/05/2016)

Olá, como estão?


Ontem, ao fazer uma transferência (para quem, como eu, está numa cadeira de rodas, transferência é quando estamos sentados num sítio e queremos mudar de sítio. Ex: da cama para a cadeira de rodas), estava com mais dificuldades porque estava continuamente a entortar um pé. A minha mãe, que me estava a ajudar, disse-me para endireitar o pé, ao que eu respondi que era o que eu queria. A minha mãe só diz: “Então, faz.”

Foi inevitável.
Lembrei-me logo dum professor que tive no 10.º ano e que gostava muito daquela celebérrima frase, “Querer é poder”.
Pois bem, a isso eu digo: não, não é bem assim. Nem sempre…
Quer dizer, eu até consigo perceber a lógica por detrás da frase. Pelo menos, a nível psicológico. Porque a nível físico, a história é diferente, muito diferente. Completamente diferente.
Eu que o diga.
Quantas e quantas vezes eu quero fazer uma coisa e, muito pura e simplesmente, não me é possível por não conseguir.
E estou a falar de coisas simples, tão simples, que nem pensamos nelas no dia-a-dia – damo-las como adquiridas e só lhes damos valor quando as perdemos ou nos vemos na iminência de as perder.
Tão simples como endireitar um pé, Ou mexê-lo, dar um passo.
Eu penso “Mexe-te”. Mas o corpo não obedece.
Eu bem quero. Mas não posso.


Ah, já me esquecia…
Em relação à Taça de Portugal, quem venceu foi o Braga: 4 – 2 no desempate por marca de grandes penalidades, após o empate verificado no final do tempo regulamentar de jogo e prolongamento (2 – 2).


Por hoje é tudo.
Até uma próxima oportunidade.


domingo, 22 de maio de 2016

21 anos depois (22/05/2016)

Olá, como estão?

                                                   
Ontem Portugal sagrou-se Campeão Europeu de Futebol Sub-17 após bater a Espanha no jogo decisivo, através da marcação das grandes penalidades (5 – 4).
A todos, os meus parabéns.

Mas vem-me sempre à memória o Campeonato do Mundo Sub-20 de 1995, disputado no Qatar.
Especialmente do jogo Portugal – Holanda, que Portugal venceu por 3-0. Nomeadamente daquele lance do Dani e Bruno Caires (http://www.maisfutebol.iol.pt/efemeride/qatar/o-livre-dos-gavroches-faz-20-anos-e-tanto-mudou-desde-entao).
Lembram-se?

 
E hoje joga-se a final da Taça de Portugal, entre o Porto e o Braga.
Que ganhe o melhor.


Por hoje é tudo.
Até uma próxima oportunidade.